Dicas 2/3 – Resolução de provas de concursos

Posted by & filed under .

Prezado Amigo(a),
Uma pergunta que todo candidato faz (ou deveria fazer) antes de começar a estudar para um determinado concurso é: “o que devo estudar para essa prova?” Ou então: “em qual assunto devo focar os meus estudos?” Costumo receber essas perguntas em minha caixa postal, então vou publicar essa resposta que poderá ser útil para mais pessoas.
Nosso tempo até a prova é limitado, e quanto menos tempo tivermos, menos poderemos perdê-lo estudando o que não é importante. Infelizmente muitos aspiras cometem esse erro de perder tempo com o que não é interessa para a prova. Justamente por não fazerem essa pergunta a eles mesmos, ou porque não sabem responder, acabam estudando assuntos e pesquisando materiais sem nenhuma relação com o concurso. Não cometa esse erro! Saiba como focar seus estudos no que realmente interessa.
A resposta para o que você vai estudar para a prova está no final de 3 passos:
1. No edital
2. No conteúdo programático (costuma vir dentro do edital ou anexo a ele)
3. Nas provas anteriores
Nós vamos ver que esses 3 passos funcionam como um “filtro de funil”. A medida que vamos prosseguindo, o universo de disciplinas a estudar e assuntos a serem focados vão diminuindo. Dessa forma concentraremos somente no que interessa para passar!
1. O que estudar, segundo o edital.
O edital traz informações muito importante sobre o concurso, sobre como são as provas e o método de avaliação. Precisamos estar a par dessas informações antes de começar os estudos. O edital traz, pelo menos, as disciplinas que serão cobradas na prova e o peso que elas tem na nota final. Claro que, a princípio, as disciplinas com maior peso são as mais importantes, Mas ainda não acabou! Vamos prosseguir. O edital te diz quais as disciplinas que vão cair, e quais são as mais importantes.
2. O que estudar, segundo o conteúdo programático
O conteúdo programático traz os assuntos que caem dentro de cada matéria da prova. Nele, a banca examinadora nos diz aquilo devemos estudar. O conteúdo programático deve ser o guia, o “mapa da mina” do candidato, porque ali está exatamente o que poderá cair na prova. É espantoso como tem candidato que não pauta seus estudos pelo conteúdo programático. Pautam seus estudos pelo índice do livro que estão lendo ou pelo conteúdo das aulas do cursinho que frequentam. Estão perdendo tempo!
Consultando o conteúdo programático do concurso, vamos ver que, apesar de uma prova cobrar determinada disciplina, nem todos os assuntos dentro dessa matéria vão cair. Nem todos os conteúdos que você vê nos índices dos livros didáticos estão no conteúdo programático!
O conteúdo programático te diz exatamente quais assuntos poderão cair dentro de cada matéria.
3. O que estudar, segundo as provas anteriores
Aqui realmente está o grande “pulo do gato”. A maioria dos candidatos pára no segundo passo do filtro de funil (conteúdo programático) e não descobrem o que vai cair através das provas anteriores. Através de um levantamento do que caiu nas provas anteriores, você vai ver que nem tudo o que está no conteúdo programático é cobrado com frequência. Tem assuntos que nunca caem, ou caem pouco, enquanto outros caem muito, ou sempre caem. São nesses assuntos mais frequentes que se deve focar o estudo! Pegue as provas anteriores, e anote, questão por questão, o que foi cobrado. Dá trabalho, mas vale a pena.
Outra forma de utilizar as provas anteriores, é refazê-las e verificar em qual matéria está tendo mais dificuldade, e se essa dificuldade está sendo relevante para o seu insucesso. Se o seu caso for este, então essa matéria em que está com dificuldade deve ter especial atenção no estudos.
As provas anteriores te dizem quais assuntos são cobrados mais frequentemente e quais são seus pontos fracos.
Conclusão
Agora você já sabe como definir o que estudar para qualquer concurso.
Consulte o edital, para saber quais as matérias que caem, e quais tem um peso maior para a nota final. Olhe o conteúdo programático, para saber os assuntos que podem cair dentro de cada disciplina. Refaça as provas anteriores para saber quais matérias tem maior dificuldade e quais são os assuntos mais cobrados, e logo, os mais importantes.
Desejo seu sucesso!
Atenciosamente,
Daniel Monteiro
    Gostou? Compartilhe!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>