2014 chegou e a máquina não pode parar!

Por Cláudia Jones, especialista em Concursos

 

Mesmo em época de Copa do Mundo e eleição, a máquina administrativa do Estado não pode parar. É necessário contratar para repor servidores ou funcionários públicos aposentados, expandir atuação da empresa na sociedade ou mesmo atender a demanda de uma população crescente, e assim manter em funcionamento essa máquina. Isso continuará ocorrendo independente dos feriados, copas do mundo, eleições.
Ouso dizer que até independente de quem vencerá as eleições presidenciais do próximo ano. Até um governo neoliberal não pode abrir mão da fiscalização de impostos, nem da segurança pública e muito menos da regulação de serviços privatizados. Na pior das hipóteses, teremos muitas vagas sendo abertas no setor público ainda neste ano, no ano que vem e nos próximos.
Não podemos esquecer que, no Rio de Janeiro, teremos a Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas em 2016 e será necessário reforço no policiamento. Com isso, teremos contratações para a área policial em todas as esferas de governo.
No entanto, outras áreas também serão privilegiadas. É só acompanhar as noticias sobre o “universo do concurso público” e você confirmará minhas palavras.
Para os concurseiros de plantão, os próximos meses serão bem agitados. Para esses, o conselho é focar os estudos nas matérias básicas, português, direito constitucional e direito administrativo, estudando teoria e resolvendo questões de provas anteriores dos concursos de maior interesse. Com a aproximação do edital, aí sim o candidato apontará para as matérias específicas daquele cargo ou concurso. Para quem inicia agora os estudos, valem as mesmas dicas, só que a intensidade do estudo dependerá da proximidade do edital de maior interesse.
Com esse cenário, nem preciso dizer que concurso público é uma grande saída tanto para quem está desempregado quanto para quem não está satisfeito com o emprego que tem. Então, vamos meter bronca e rumo à aprovação.
Bons estudos!
    Gostou? Compartilhe!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *